Dicas para seu Espaço gourmet

O projeto ou decoração desses ambientes tende a ser dinâmico e convidativo, envolvendo a mistura de mobílias de madeiras e cores quentes.

Cozinha gourmet

A cozinha gourmet além de integrar os espaços, celebra o momento de cozinhar com os convidados participando da preparação!

Pisos e Revestimentos cerâmicos em HD

Com o mercado exigente de produtos de ótima qualidade e beleza cada vez mais se tem investido em inovações tecnológicas, impressão digital é um exemplo mais atual nos dias de hoje de decoração cerâmica.

Tijolo Aparente: Rústico e Charmoso

Um ambiente com tijolos aparentes passa a impressão de uma decoração descolada e charmosa. Atualmente esse material vem conquistando admiradores na cidade, na praia e no campo.

Blogroll

Érika M.. Tecnologia do Blogger.

domingo, 18 de março de 2012

Banheiros Design

Materiais inovadores, formas vanguardistas e novas tecnologias: a oferta referente aos banheiros passou em alguns anos de possibilidade decorativas limitadas a uma escolha exuberante.

À sua função primordial - um cômodo geralmente exíguo destinado à higiene - foram acrescentadas, então, necessidades crescentes. Cada vez mais sofisticado e luxuoso, o banheiro se tornou ao longo dos anos um lugar de relaxamento, um refúgio dedicado ao bem estar obrigatoriamente estiloso.

Fim do lavatório básico e padronizado, atualmente projetar o banheiro pessoal e original está ao alcance de qualquer pessoa. Apostando a fundo no design, os designers e industriais rivalizam em criatividade e deixam o caminho livre para todas as audácias de cores e formas e materiais .

Casa Cor 2010
Pastilha Colormix
Casa Cor 2010



Casa Cor 2010












Casa Cor 2010
Diversos materiais podem ser aplicados, use e abuse de sua criatividade, no seu banheiro e no seu lavabo!






Mais Dicas


Qualquer ambiente e principalmente o banheiro (fonte de um grande número de acidentes) deve ser planejado considerando a faixa etária, hábitos e número de usuários. Um banheiro deve servir a no máximo 2 dormitórios; Se não for possível, divida-o de forma que mais pessoas possam usar ao mesmo tempo.Se tiver idosos em casa, consulte a página cuidados com o idoso.
Banheiros em quartos (SUITE) devem ser pensados considerando o uso conjunto pelo casal (se possível, 2 cubas, 2 chuveiros ou 2 boxes, área do vaso sanitário com divisórias, etc)
Banheiros para bebês e crianças devem ser adaptados para suas necessidades e tamanho. O ideal é que o banheiro para o bebê tenha soluções que possam ser modificadas facilmente para acompanhar o seu crescimento.
Banheiros pequenos devem ter boa iluminação, cores claras, design mais clean. Uma só cor nas paredes e teto aumenta o ambiente. Espelhos ou materiais que refletem a luz também são bem vindos.
Por menor que seja e quanto maior for, este deve ser um ambiente também de relaxamento. Logo, a decoração e disposição dos itens deve considerar isso: Revisteiros, plantas, quadros, som, são bem vindos quando bem colocados e nunca “entulhando” o espaço.


fonte: Coleção Folha Decoração & Design;
          http://www.simplesdecoracao.com.br/decoracao-banheiros/


segunda-feira, 12 de março de 2012

O que são “Porcelanatos”?

Com o objetivo de esclarecer possíveis dúvidas, seguem as perguntas mais frequentes a respeito de porcelanatos.

1. O que são “Porcelanatos”?

Porcelanatos são revestimentos cerâmicos cuja característica principal é ter baixíssima absorção de água, podendo ser definida como praticamente zero.
Esta baixa absorção de água confere elevadíssimos níveis de resistência mecânica ao produto, o que lhe garante o melhor desempenho no mercado mundial de revestimentos cerâmicos.

2. O que significa e qual a origem do termo “Porcelanato”?

O termo “Porcelanato” foi cunhado na Itália e é uma palavra derivada de “Porcelana”.
“Porcelana” é, por definição, uma massa cerâmica absolutamente branca e totalmente vitrificada, comumente utilizada para fabricação de pratos, xícaras, travessas, etc, ou seja, na fabricação das chamadas “porcelanas de mesa”.
Por terem caracterísitcas técnicas muito similares às porcelanas, os revestimentos cerâmicos fabricados com este tipo de massa receberam o nome de “Porcelanatos”, o que poderia ser traduzido, de uma forma livre, como “quase uma porcelana”.

3. Quantos tipos de “Porcelanatos” existem?

Existem, basicamente, dois grandes grupos de produto:
Os “Porcelanatos Esmaltados” e os “ Porcelanatos Polidos”.
“Porcelanatos Esmaltados” são produtos que, a exemplo dos revestimentos cerâmicos convencionais, têm sua superfície recoberta por diferentes esmaltes, conforme o efeito e a textura desejada. Esmaltes são, na verdade, espécies de vidros que, uma vez moídos, são aplicados na base ( massa prensada ) por diversos meios, sempre de acordo com o objetivo estético desejado.
Além dos esmaltes, estes produtos podem ter, ainda, diferentes aplicações visando sempre seu enriquecimento estético ou de desempenho, através de diferentes soluções gráficas, aplicações a seco, etc.
“Porcelanatos Polidos” são produtos constituídos, basicamente, por massa porcelânica, moída, prensada e queimada em condições muito especiais, que conferem às peças a possibilidade de se efetuar um processo de polimento muito similar ao utilizado para polir pedras naturais ( mármores e granitos ). Isto tudo, para que o produto atinja os requisitos necessários em termos de absorção de água (< 0,1%) elevada resistência mecânica e baixíssima porosidade aberta, para reduzir a sensibilidade dos produtos às manchas.
Todo o processo produtivo dos porcelanatos demanda alto consumo de energia em todas as suas fases: massa mais finamente moída, prensagem a pressões mais elevadas, queima em temperaturas ainda mais altas que os produtos esmaltados e a menores velocidades de transporte das peças no interior dos fornos.
O processo de polimento, como é facilmente imaginável, além de muita água consome muita energia elétrica.
A somatória de todos estes fatores é a explicação do fato destes produtos terem preços ( custos ) consideravelmente mais altos.

4. O que significam os termos “Via Seca” e “Via Úmida” ?

São termos que definem diferentes processos produtivos da fabricação da massa de revestimentos cerâmicos.
Via Seca” é o processo onde a massa é feita a partir de 1 ou 2 argilas que são moídas sem a presença de água ( a seco ) e, em seguida, granuladas, umectadas e prensadas.
Via Úmida” é o processo onde a massa é composta, normalmente, por pelo menos 4 ou 5 matérias primas que são moídas em presença de água ( a úmido ). Após a moagem, a suspensão resultante é secada em um processo muito similar ao empregado na fabricação de leite em pó, ou café solúvel ( Atomização ou Spray – Dryer). O granulado resultante da secagem é, então, prensado.
Os porcelanatos em geral ( esmaltados e polidos ) são produzidos através de processos de via úmida. Além de investimentos mais altos nas instalações industriais para a produção por este processo, ele também demanda maiores consumos de energia, tanto na moagem como no processo de atomização ( secagem ) da massa, o que, por sua vez, se reflete no preço ( custo ) do produto.
As peças obtidas da prensagem de qualquer um dos processos produtivos acima são enviadas para a linha de esmaltação, ou diretamente ao forno, no caso de fabricação de porcelanatos polidos.

5. Quais produtos são melhores?

Os “Porcelanatos Esmaltados” ou os “Porcelanatos Polidos”?
Não há como responder objetivamente a esta pergunta, uma vez que são simplesmente produtos diferentes, ou seja, são produtos de características estéticas e físicas muito diferentes e, portanto, não diretamente comparáveis.
Cada um tem seus pontos fortes e seus pontos fracos. Podemos mencionar que, de uma maneira bastante geral, os produtos esmaltados, além de mais econômicos, têm menor sensibilidade a manchas e as técnicas produtivas envolvidas em sua produção permitem, mais facilmente, obter soluções gráficas para imitar pedras, madeiras, etc.
Já os produtos polidos, conforme descrito acima, apesar de serem usualmente mais caros e de exigirem maiores cuidados, especialmente em relação a questões ligadas a sensibilidade a manchas, conferem elevadíssimo grau de elegância e sofisticação aos ambientes, sobretudo em função do brilho especular, resultante dos processos de polimento.
Não há, no entanto, uma resposta clara e única a esta pergunta, visto tratar-se mais de uma questão associada ao gosto pessoal, e também ao poder aquisitivo de cada cliente.

6. O que é supergloss?

Supergloss é um nome comercial que foi dado para o tratamento feito na superfície nos produtos após o polimento.
O tratamento consiste da aplicação de uma espécie de resina na superfície das peças que tem por objetivo selá-las e torná-las resistentes ao manchamento e também aumentar o nível de brilho dos produtos.
O termo "nano-tecnologia" algumas vezes também é utilizado no lugar de supergloss.






7. Qual a função do supergloss?
A função é tornar os produtos resistentes ao manchamento e aumentar o nível de brilho.
Os porcelanatos polidos a exemplo das pedras naturais polidas tem em sua estrutura microporosidades abertas, o que os tornava extremamente sensíveis ao manchamento com a impregnação de sujidades no interior destes poros.
O tratamento "sela / veda" estes poros com um material que ao mesmo tempo "impermeabiliza" o produto tornando-os absolutamente resistentes ao manchamento e elevando o nível de brilho.



8. Os porcelanatos riscam?

Sim! Sobretudo os produtos brilhantes. Como qualquer produto cerâmico, ou mesmo revestimentos de outra natureza, como madeiras, pedras, revestimentos vinílicos, etc., os porcelanatos são sujeitos a ocorrência de riscos, sobretudo quando expostos a materiais abrasivos como areias, entulhos de obras, etc.
Por esta razão, é necessário que os produtos sejam manipulados com cuidado na fase de obras e as áreas assentadas devem sempre ser mantidas o mais limpo e isentas possível de areia, entulhos, pregos, arames e demais materiais abrasivos usualmente presentes nas obras.
Proteger as áreas assentadas e limpas com auxílio de gesso, papelões, plásticos, tecidos, etc. é um procedimento que evita riscos e demais sinais de desgaste prematuro dos produtos.

9. Os porcelanatos podem ser assentados com qualquer tipo de argamassa colante?

Não! O baixíssimo nível de absorção de água destes produtos requer que seu assentamento seja feito com argamassas especiais, cuja formulação tem componentes ( aditivos químicos ) que promovem a adequada aderência ao substrato.
Recomendamos, sempre, o uso de argamassas específicas para porcelanato, tipo AC II para áreas internas e AC III para áreas externas. O ideal é recomendar sempre o uso de argamassas de fabricantes de boa procedência e seguir rigorosamente as instruções de uso de cada fabricante.
Tão importante para obtenção de um bom resultado nos painéis assentados é a qualidade da mão de obra empregada no assentamento, além da qualidade do produto e dos materiais de assentamento empregados.

10. Quais são as juntas de assentamento recomendadas?

Nos produtos normais, não retificados e também conhecidos como “Borda Plana”, a junta de assentamento recomendada é 4 mm e em nenhuma hipótese deve ser utilizada junta inferior a 3 mm.
Nos produtos retificados ( cortados ), a junta mínima recomendada é 2 mm e em nenhuma hipótese deve ser utilizada junta inferior a 1 mm.

11. Como fazer a manutenção das áreas assentadas com porcelanatos?

Os porcelanatos não exigem nenhum procedimento especial para sua limpeza e manutenção. Os procedimentos usuais utilizando água, produtos de limpeza de uso doméstico associados ao uso de panos e, eventualmente, uma escova, são suficientes para as limpezas do dia a dia.
Ocasionalmente podem ser utilizados saponáceos líquidos abrasivos, como por exemplo: Cif, Radium, Vim e similares, para a limpeza de sujidades localizadas e mais fortemente impregnadas ao produto.
O fundamental é manter as áreas o mais limpas e isentas possível de resíduos de areia, e demais materiais abrasivos.






Fonte:www.grupodelta.com.br

sábado, 10 de março de 2012

Impermeabilização X Umidade

Você que está construido ou até mesmo reformando fique atento para algumas questões que você terá que solucionar no decorrer da sua obra. A impermeabilização inicia-se desde o alicerce até o telhado.


Porque a Impermeabilização é importante?


Como as pessoas, a nossa casa também pode ficar doente com o aparecimento de umidade em paredes, pisos e lajes. No entanto, para essa “doença” já existe tratamento.
A falta de impermeabilização adequada apresenta conseqüências indesejáveis como goteiras, vazamentos, infiltrações, bolhas no revestimento, fissuras e pinturas amareladas ou escurecidas.

Esses problemas devem ser prevenidos não só pelo aspécto desagradável, mas por trazer riscos à saúde. A umidade facilita o desenvolvimento de fungos, bactérias e vírus, que são causadores de doenças respiratórias como asma e rinite alérgica.

A impermeabilização preventiva deve ser pensada do início até o fim da construção. Passando por:
  • Alicerces
  • Áreas externas
  • Lajes de cobertura
  • Caixas d’água
  • Piscinas
  • Áreas frias


Na Cataneu você encontrará todos os produtos necessários para a sua obra.




sexta-feira, 9 de março de 2012

Pastilhas de vidro, escolha a sua!!!!

Com uma vasta linha de produtos, a ColorMix oferece a solução completa para acabamentos. Confira os produtos que você encontrará na nossa loja:





Simulador de Mosaico:
 http://www.colormix.com.br/configurador/base.html

segunda-feira, 5 de março de 2012

Sugestão de Pastilhas para sua cozinha!!!!!




A pastilha de vidro é um elemento que destaca as paredes da cozinha e proporciona uma sensação de amplitude ao moldar o revestimento. Essas pequenas peças podem ser fixadas de forma estratégica para criar um efeito elegante na decoração, como é o caso da técnica do mosaico. Além de estarem em sintonia com as últimas tendências, as pastilhas de vidro também tornam mais simples a tarefa de limpar a cozinha.









As pastilhas evoluíram no design, na variedade das cores, texturas e materiais. Elas se tornaram uma ótima opção para composições, proporcionando um ambiente sutil e versátil em sua casa. As pastilhas foram sucesso na década de 50 e resgatadas na década de 80 por arquitetos e decoradores que buscavam revestimentos diferenciados e criativos para os seus projetos.

Versatilidade e sofisticação se tornaram o foco das pastilhas nos principais ambientes. Com elas é possível criar diferentes e diversas composições, deixando a decoração do ambiente mais alegre.
São leves, resistentes, impermeáveis à água e manchas, podendo revestir paredes internas e externas, inclusive superfícies curvas.













Na Cataneu possuímos uma variedade de modelos, texturas e cores, tudo isso para proporcionar uma beleza ainda mais para a sua cozinha.



←  Postagens mais recentes Postagens mais antigas  → Início